Com o retorno das partidas de futebol nos campeonatos estaduais e também o retorno do campeonato brasileiro das series A e B, tribunais desportivos devem aguardar maior movimentação processual no período de crise sanitária.

 

No início de Julho, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) definiu as datas para o retorno do Campeonato Brasileiro feminino e masculino. A modalidade feminina retorna no dia 26 de Agosto (Série A), e a masculina nos dias 8 e 9 de Agosto (Série A e B).

 

Ainda não é possível dizer quando haverá uma melhora na crise sanitária em que o país se encontra atualmente, porém devido as atividades econômicas estarem retornando, a decisão de que as partidas de futebol também voltem a ser realizadas parece natural para a CBF.

 

Segundo informado pela CBF, estão indo acordo com o que está sendo liberado pelo país, estados e municípios. Os jogos não serão realizados nas cidades que não tiverem abertura confirmada pelas autoridades locais. Hoje já existe a abertura de clubes socioculturais, piscinas, parques, restaurantes, shoppings e lojas. Portanto as atividades no país estão retornando.

 

Com a volta das partidas se espera que novas demandas jurídicas também surjam, devidos as relações entre torcedor, jogadores, sócios, CBF e a própria Federação Internacional de Futebol (FIFA) com os clubes. Com isso, gerando demandas para os escritórios de advocacia que atendem os clubes de forma direta e indireta e também os tribunais.

 

Se tratando do esporte mais amado em território nacional, é de se esperar que os torcedores e torcidas organizadas apoiem o retorno das partidas e contribuam da forma que puderam com os seus clubes. Porém como toda relação de consumo, alguns problemas podem ocorrer. E os mais comuns são os ligados aos cartões sócio torcedor, itens comprados nas lojas oficiais dos clubes, expulsões e incidentes que acontecem em uma partida de futebol, que são julgados em tribunais específicos.

 

É importante ressaltar que este é um segmento restrito, mas que exige alto conhecimento específico, e que por diversas vezes são tratados de forma internacional atendendo as demandas da FIFA.

 

Diante do exposto acima, podemos aguardar uma maior movimentação nos tribunais desportivos, aquecendo uma importante área do direito e gerando novas demandas para os profissionais que trabalham neste segmento.

:: Caio Figueiredo

Tecnólogo em Marketing, se dedica a entender o comportamento humano e suas relações com o mercado de consumo. Colaborador na empresa de logística Agile Jurídico.

Que tal um orçamento?

Não seria bom que seu escritório de advocacia pudesse obter reduções de custos, agilidade na execução de serviços e praticidade em seus processos?

A Agile Jurídico pode lhe ajudar a alcançar isso!

Clique aqui

Você pode gostar

Retorno do Futebol irá movimentar Tribunais Desportivos
CNJ prorroga prazos de Suspensão Processual
5 Simples Passos para Tornar seu Dia Produtivo
O Poder do Despacho
Medidas Jurídicas na Tragédia de Brumadinho
previous arrow
next arrow
Slider
CNJ prorroga prazos de Suspensão Processual
O Poder do Despacho
3 PILARES PARA CONQUISTAR CLIENTES
Seja um correspondente jurídico!
Vale a pena investir em logística jurídica no Brasil?
previous arrow
next arrow
Slider
Apps para advogados: 4 aplicativos que advogados PRECISAM conhecer
4 melhores apps para para scanear documentos usando Android ou iOS.
7 aplicativos para te ajudar eficientemente no escritório
previous arrow
next arrow
Slider
A Constituição de 1988 – 05 de Outubro
Setembro Amarelo: Mês de Combate ao Suicídio
Andamentos Processuais
Lei de Defesa do Consumidor
Retorno do Futebol irá movimentar Tribunais Desportivos
previous arrow
next arrow
Slider

Seja nosso correspondente